Oposição não definiu novo líder; substituto de Leur está entre Hildécio e Luciano Ribeiro

 

O cenário que envolve a substituição do deputado estadual Leur Lomanto Júnior (PMDB) na liderança da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) é nebuloso. De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, os principais candidatos ao posto são Hildécio Meireles (PMDB) e Luciano Ribeiro (DEM). No entanto, o próprio Leur ainda não bateu o martelo sobre deixar a liderança, apesar dos indicativos de que abrirá mão da posição. Segundo o apurado pela reportagem, o parlamentar tem sido vítima de uma articulação de setores do DEM, partido do prefeito ACM Neto, que criticam o perfil menos combativo adotado por Leur. Querem alguém mais disposto ao embate e que não tenha pudor de meter o dedo nas feridas da gestão Rui Costa, principalmente em tempos eleitorais. Neste sentido, Hildécio e Luciano despontam na bolsa de apostas como possíveis novos líderes. O nome de Adolfo Viana (PSDB) chegou até a ser cogitado, mas agora é descartado porque o tucano pretende se dedicar à sua candidatura a deputado federal. A falta de definição entre Hildécio e Luciano expõe, no entanto, uma divisão dentro da bancada. Conforme parlamentares ouvidos pelo BN, a ala mais jovem da oposição quer emplacar o democrata como líder. Há uma espécie de queda de braço entre eles e aqueles com mais tempo de Casa. Os mais novatos querem mostrar que aprenderam as regras do parlamento e não se deixarão submeter. “Chegou o final dos tempos em que a velha guarda quer mandar na nova guarda”, afirmou um deputado que acompanha as articulações de perto. Além desse movimento, Ribeiro teria a predileção de Leur enquanto seu provável substituto. No entanto, um outro grupo sustenta que Hildécio tem o aval da maior parte da bancada para assumir a liderança oposicionista. “A vontade da maioria da bancada é o deputado Hildécio. Para mim, é surpresa aparecer o nome de Luciano. Conversei com uns 14 deputados e eles sinalizaram que querem Hildécio”, apontou outro parlamentar da oposição ouvido pela reportagem. Apesar das movimentações em torno do cargo que ocupa atualmente, Leur ainda avalia se deixará o posto. Ele pondera que a liderança da oposição traz visibilidade midiática, porque o cargo lhe dá a oportunidade de ser um porta-voz do grupo nas críticas ao governo. Isso poderia lhe ajudar na sua candidatura a deputado federal nas eleições deste ano. Por outro lado, o ofício de líder lhe toma muito tempo, tempo que Leur poderia usar para, justamente, cuidar de seus interesses na corrida eleitoral. O deputado, inclusive, já deu indícios de que o perfil de líder da oposição não correspondia à expectativa dele enquanto político. Já o prefeito ACM Neto deu indicativos de que não deve interferir na escolha do possível novo líder, pelo menos tão diretamente. Nas últimas ocasiões, o democrata preferiu não interferir em assuntos da AL-BA. Em ano de eleição, então, deve ser mais cauteloso ainda, para evitar eventuais desgastes. O Bahia Notícias não conseguiu localizar Leur para comentar o assunto. 


Comentários

Os comentários estão fechados.