Pastor acusado de estuprar e matar irmãos depõe em CPI no ES

 

O pastor George Alves,acusado de estuprar e matar o filho e o enteado em Linhares, no Espírito Santo, foi ouvido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos em Crianças e Adolescentes do Senado Federal, na tarde desta sexta-feira (25).

Segundo o inquérito policial, o pastor, que é pai de Joaquim e padrasto de Kauã, estuprou as crianças antes de matá-las carbonizadas. Os meninos morreram em um incêndio no dia 21 de abril, em Linhares, Norte do Espírito Santo.

Durante o depoimento, o senador Magno Malta (PR-ES) questionou o pastor sobre o sangue das crianças encontrado no interior da casa, sobre o sêmem comprovadamente de Geroge dentro das crianças e sobre as contradições do incêndio. George disse que não queria falar e resumidamente disse que é inocente.

“Como morrem duas crianças carbonizados e os pais vão para uma lanchonete?”, questiona o senador. O pastor respondeu que se arrepende de “não ter mantido a dor que sentia” e que não deveria ter ficado quieto quando teria que buscar socorro.


Comentários

Os comentários estão fechados.