O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a suspensão do processo do triplex da empreiteira OAS. Com isso, está mantido o depoimento do petista ao juiz Sérgio Moro nesta quarta (10), em Curitiba.

A decisão é do juiz federal Nivaldo Brunoni, convocado para substituir desembargador federal relator da Lava Jato na 8ª Turma, em Porto Alegre, João Pedro Gebran Neto. O G1 entrou em contato com os advogados de Lula e aguarda uma posição.

A defesa do ex-presidente recorreu com um habeas corpus que pedia liminarmente a suspensão do processo sobre o triplex da empreiteira OAS. Os advogados alegaram prejuízo pelo fato de haver juntada de documentos pela Petrobras nas últimas semanas. No pedido, os defensores solicitavam ainda mais tempo para análise de documentos.

Em sua decisão, o magistrado destacou que o interrogatório de Lula ganhou repercussão nacional e que isso mudou a rotina da Justiça Federal de Curitiba e de vários órgãos da capital paranaense.

“Medidas excepcionais foram tomadas para evitar tumulto e garantir a segurança nas proximidades do fórum federal; prazos foram suspensos, o acesso ao prédio-sede da Subseção Judiciária será restrito a pessoas previamente identificadas e o trânsito nas imediações será afetado, medidas que vem mobilizando vários órgãos da capital paranaense”, escreveu Brunoni.

Para o magistrado, não há razão para suspender o depoimento e o andamento da ação penal.

Fonte: G1


 

Nesta quinta-feira (04) o Prefeito Raival Pinheiro tornou publico através de sua Assessoria de Comunicação a inauguração da Policlínica Municipal, que está prevista para acontecer no próximo dia 13 de maio. O serviço ficará instalado no Centro de Saúde Irmã Dulce. A divulgação surpreendeu a todos os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Apuarema.

A noticia foi recebida pela população com alegria e entusiasmo. Alguns leitores chegaram inclusive a comparar o Prefeito Raival Pinheiro com o Prefeito ACM Neto, que recentemente foi eleito o melhor Prefeito do Brasil.

O prefeito conquistou para o município de Apuarema onze serviços especializados que são eles: Ginecologista, Psiquiatra, Pediatra, Ortopedista, Urologista, Psicólogo, Nutricionista, Eletrocardiograma, Ultrassonografia geral, Endoscopia e Encefalograma.


Na ultima sexta-feira (31), a Secretaria de Educação de Apuarema, realizou pela primeira vez em Apuarema, à Avaliação Institucional, que tem como objetivo ser avaliada por toda a comunidade escolar, envolvendo inclusive pais e alunos que são peças fundamentais da família educacional. O evento ocorreu durante todo o dia e bastante comentada e aplaudida nas redes sociais e nos bastidores da educação municipal.

Em apenas quatro meses de gestão do Prefeito Raival, a equipe da Educação Municipal de Apuarema, liderada pela Secretária, Vanilza Amparo, têm sido aprovada pela população. Após as atividades desenvolvidas no município através da Diretoria de Cultura e Diretoria de Esporte, que são submissas a Educação, desta vez, foi à vez das Escolas Publicas do Município serem avaliadas pela comunidade.


José Dirceu foi beneficiado com um habeas corpus (Foto: Reprodução).
O STF (Supremo Tribunal Federal) concedeu nesta terça (2) habeas corpus ao ex-ministro José Dirceu, preso pela Lava Jato. A decisão foi tomada pela Segunda Turma do tribunal, da qual fazem parte Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello e Edson Fachin, relator da operação no STF. Toffoli e Lewandowski votaram pela soltura. Fachin e Celso de Mello defenderam a manutenção da prisão preventiva. Coube a Gilmar Mendes desempatar, com decisão favorável ao petista – ele aproveitou, durante o voto, para criticar os investigadores da Lava Jato. Dirceu, condenado duas vezes em primeira instância pela Lava Jato, está detido desde 3 de agosto de 2015 em Curitiba. No entendimento dos três ministros que votaram por soltá-lo, o petista não poderia estar preso porque ainda não foi condenado em segunda instância – os magistrados argumentaram que a Justiça pode aplicar outras medidas cautelares. Os ministros do Supremo decidiram soltar Dirceu poucas horas depois de o Ministério Público Federal no Paraná apresentar nova denúncia contra o petista. *Folha de São Paulo

 

A comissão especial da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados deve votar nesta quarta-feira (3) o parecer do deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) com mudanças nas regras da aposentadoria. A fase de debates entre os parlamentares foi encerrada durante a madrugada.

Para o relatório ser aprovado, serão necessários pelo menos 19 dos 37 votos no colegiado. A reunião está marcada para ter início às 10h30.

O texto estabelece a idade mínima de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres para quem for se aposentar pelo INSS, além exigir pelo menos 25 anos de tempo de contribuição. A proposta cria ainda uma regra de transição para quem já está no mercado de trabalho.

O G1 apurou que o relator fará uma mudança de última hora no seu relatório para incluir os policiais legislativos federais na mesma regra dos policiais federais, que poderão se aposentar com uma idade mínima menor, de 55 anos.

Para conseguir o número de votos necessários, dois partidos da base aliada já substituíram seus integrantes. O PEN tirou da comissão o deputado Erivelton Santana (BA) e o trocou pelo líder da bancada, deputado Júnior Marreca (MA).

Já o PR tirou o deputado Wellington Roberto (PB) e colocou no lugar Aelton Freitas (MG), que também é líder do partido.

Também aliado do Palácio do Planalto, o presidente do colegiado, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), diz ter “segurança” de que a proposta será aprovada com ampla maioria.

O deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES) é um dos que votarão a favor da proposta. “O texto é fruto das negociações ocorridas com os deputados, é fruto da consulta da sociedade e dos deputados”, afirmou.

Também favorável à mudança nas regras, o deputado Julio Lopes (PP-RJ) pondera que o texto não cobre todas as áreas pretendidas, mas considera que houve um avanço. “Avançamos bastante e o projeto vai fazer as correções que, no momento, são possíveis”, ressaltou.

Um dos principais críticos à proposta, o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), que preside a Força Sindical, entende que ainda é preciso fazer modificações no relatório. “Há pontos que precisam ser modificados, queremos mexer na idade mínima e na regra de transição”, disse.

Na avaliação do deputado Bebeto (PSB-BA), que também votará contra a matéria, o governo está promovendo um ajuste muito “drástico”.

“Não vejo uma necessidade de promover um ajuste tão drástico que prejudicará a maioria dos trabalhadores. A regra de transição tem pegadinhas, tira de um lado, mas aumenta de outro”, ponderou.


 

O ECAF, time feminino de futsal de Apurema, participou e levou o titulo de campeão nesta segunda-feira (01), de um torneio na cidade de Itamari, 16 km de Apuarema. A disputa foi realizada pelo Vereador Josafá Santana e Robério e contou com a participação de outros times da região.

O evento foi elogiado por internautas e pela população de Itamari, em destaque a organização e compromisso do Vereador Josafá com o esporte do município, além da dedicação em promover o lazer para os itamarienses em pleno feriado.

A disputa contou com a participação de outros três times da cidade e da região. Além de agradecer aos organizadores, a jogadora Agnailda, fez questão de ressaltar o apoio incontestável da Diretoria de Esportes de Apuarema ao time ECAF.

 


Foto: John Xavier

 

A Polícia Militar de Apuarema , sobre o comando do Sargento Geraldo , tem efetuado diversas ações e operações no intuito garantir mais segurança e conforto aos moradores de Apuarema.

Nesta semana , a Capitã do 19° BPM acompanhada do Sgto da PM Geraldo , estiveram na Câmara de Vereadores do município , apresentando para todos os presentes , ouvintes e telespectadores através da rádio local e do blogue Apuarema 25hs, os números positivos de ações desenvolvidas sobre esse comando.

Após apresentação dos números e dos trabalhos desenvolvidos, todos os vereadores junto a população aplaudiram e elogiaram o trabalho desta guarnição.

O atual efetivo do 3° Pelotão da PM em Apuarema tem sido motivo de elogios e exemplos para outras companhias do Estado da Bahia.


A justificativa do vereador é de que os trabalhos na Câmara de Vereadores já começam tardiamente, em março. Para ele, não seria ideal parar as atividades em junho, com apenas pouco mais de três meses de atividades legislativa.

Na justificativa Dino Lisboa reitera ainda que no mês de dezembro já existe um outro recesso longo. “Temos que trabalhar como fiscais do executivo. Vale lembrar que o executivo não para seus trabalhos em tempo algum”, escreveu o edil.

O vereador fez lembrar em seu pedido que nenhuma outra profissão dispõe de um recesso tão longo e que a indicação vai em encontro as manifestações populares com intuito de remodelar a forma de fazer política.


 

FORTALEZA – Morreu na noite deste sábado, 29, aos 70 anos, o cantor e compositor Belchior, em Santa Cruz, cidade do Rio Grande do Sul.

Os familiares do músico nascido em Sobral, no Ceará, confirmaram a morte para o jornal cearense O Povo, o primeiro a informar o falecimento. Pouco tempo depois, o governador do Estado, Camilo Santana, se pronunciou no Facebook e decretou luto oficial no Ceará por três dias.

Não há informações sobre a causa da morte. O corpo do músico, desaparecido há 11 anos, deve ser transferido do Rio Grande do Sul para o Ceará ainda neste domingo, 30. O sepultamento será realizado em Sobral, município localizado a 240 km da capital.

O cantor morava em Santa Cruz do Sul há cerca de um ano, no bairro Santo Inácio, de classe média. O Estado apurou que, enquanto estava desaparecido, Belchior morou durante três semanas na Ecovila Karaguatá, uma comunidade alternativa no distrito de Rio Pardinho, a 156 quilômetros de Santa Cruz do Sul.

“Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior. Nascido em Sobral, foi um ícone da Música Popular Brasileira e um dos primeiros cantores nordestinos de MPB a se destacar no país, com mais de 20 discos gravados”, diz o texto publicado na rede social de Camilo Santana, que segue: “O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará e do Brasil. Que Deus conforte a família, amigos e fãs de Belchior.”

Fonte: MSN


 

A cidade de Monção, no interior do Maranhão, dormia silenciosamente, como de costume. Mas em uma casa, aquele silêncio típico se rompia por um alarido de dor: era o sofrimento da família de Thalia Menezes, adolescente de apenas 16 anos de idade, encontrada morta, no próprio quarto, onde gostava de passar as horas. Thalia se suicidou.

Segundo pessoas mais próximas da família, a adolescente escreveu uma carta, onde mencionou sofrer depressão e não conseguir conviver com os abusos sexuais sofridos dentro de casa, cometidos pelo padrasto, a quem Thalia chamava de pai. Embora tudo leve a crer que, de fato, Thalia se matou, a polícia do Maranhão entrou no caso e investiga se, de fato, houve crime sexual e violência doméstica, que possam ter levado a jovem a tirar a própria vida. Mas as dúvidas em volta da morte de Thalia não tangem somente os supostos traumas que desencadearam a depressão.

De acordo com o pai biológico da jovem, parentes comentaram que a filha dele participava, nas redes sociais, de um jogo cibernético conhecido como Blue Whale – ou Baleia Azul, na tradução livre do inglês. O jogo é originário da Rússia e traz desafios que têm atraído muitos jovens, principalmente, aqueles que têm problemas de autoaceitação. A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão disse não descartar nenhuma hipótese, já que, para os dois casos, existem diferentes responsáveis, que serão identificados a partir da tomada de depoimentos e recolhimento de provas.

Tabu

De qualquer modo, sejam motivados pela depressão ou porque decidiram entrar em um jogo de desafios macabros, muitos jovens hoje são potenciais suicidas. O fato de ter se mantido o tabu sobre o tema por muitos anos não adiantou, pelo contrário, só agravou a situação. “Os adolescentes sentem que não precisam ou que não podem conversar sobre esse desejo de tirar a própria vida por medo de julgamentos na família e entre amigos, na escola, no bairro”, defende a psicóloga Joelina Abreu, do Hapvida Saúde.

Na mídia, de um modo geral, a regra até aqui não se noticiar casos de suicídio, pois acreditava-se que, assim, seria possível evitar o chamado “efeito cadeia”, em que um suicídio inspiraria outros, e por aí vai. Mas a especialista entende que não é bem isso o que acontece: “Quando a imprensa noticia homicídio e feminicídio, por exemplo, isso não incentiva ninguém a também cometer esses crimes. Ao contrário, falar sobre o assunto mostra que todos nós nos tornamos um tanto guardiões um do outro, vigilantes públicos. Por que seria diferente com o suicídio?”, questiona a psicóloga, ao lembrar que o suicídio tem relação direta com problemas sociais e familiares, portanto, há como ser evitado.

Personalidade

Ao contrário do que muitos podem pensar, a depressão juvenil não é um problema da adolescência. Ele começa a se instalar num momento delicado e crucial da vida de todas as pessoas: a infância. Segundo a psicóloga do Hapvida, é na formação da personalidade que a família mais precisa oferecer suporte e harmonia à formação do indivíduo, dentro de casa. “Até os 7 anos de idade, em média, nós formamos o que chamamos de personalidade. Nessa fase, a família precisa oferecer um cenário de conforto emocional e de equilíbrio racional para a criança. Assim, ela vai crescer sabendo lidar com emoções, principalmente, com as frustrações”, revela a especialista.

Essa harmonia proporcionada na infância não tem relação com o tipo de família, pondera a psicóloga. “Não importa se os pais são casados ou separados, se é uma família hetero ou homoafetiva, se a criança é criada pelos pais ou pelos avós. Essas questões são extraordinárias, oriundas de padrões de vida que variam de acordo com os valores que cada um carrega. Mas em todos esses lares, o amor, o acolhimento e a compressão devem ter sempre o maior peso”, orienta Joelina Abreu.

É claro que, mesmo com todo esse suporte, algumas famílias experimentaram o sabor amargo da perda precoce de um parente que se suicidou. Não se pode negar que fatores externos, como um stress em uma situação de perigo, ou de ameaça, coloquem o adolescente em conflito interno. “Todos nós fomos adolescentes e passamos por momentos de querer desaparecer do mapa, porque é natural você se sentir estranho nessa fase da vida, em que não se é adulto e não se é mais criança, mas o pensamento suicida real é potencializado em mentes vulneráveis, justamente as que não foram incentivadas a buscar o lado positivo de tudo, desde a infância”, diz a especialista.

Dados da OMS – Organização Mundial da Saúde – mostram que o Brasil aparece em 11º lugar no ranking de países com maior número absoluto de casos de suicídio. A cada 45 minutos, um brasileiro tira a própria vida: são 25 brasileiros que se suicidam por dia no país. O dado é mais preocupante quando se identifica que o suicídio é a 2ª maior causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos, de acordo com a ONG Centro de Valorização da Vida, uma das principais que monitora e estuda os casos no Brasil.

QUADRO UM: Jogo da Baleia Azul

O chamado jogo da “Baleia Azul” foi originalmente idealizado na Rússia e se espalhou pelo mundo, por meio da internet. Nele, crianças e adolescentes são incentivados a cumprir missões e desafios macabros, em 50 etapas, que têm como objetivo final o suicídio do jogador. Os desafios vão desde a “assistir a filmes de terror” até automutilações, como “desenhar com estilete uma baleia no braço”. As regras vão aumentando o perigo a cada etapa, a fim de desafiar o jovem a identificar se quer, de fato, tirar a própria vida, que é o último desafio da brincadeira sem graça.

QUADRO DOIS: Induzimento ao suicídio

A indução ao suicídio é um crime previsto no artigo 122 do Código penal Brasileiro e é classificado como um crime contra a vida, que consiste em provocar, incitar ou estimular alguém a suicidar ou prestar-lhe auxílio para que o faça.

Penas

Indução de suicídio com resultado de morte, a pena é de 2 a 6 anos de detenção. Se o resultado for apenas lesão corporal, a pena varia de 1 a 3 anos de prisão.