Na manhã desta quarta-feira (21) , o Prefeito Raival Pinheiro de Oliveira (PP) , esteve na Caixa Econômica Federal para assinar um convênio no total de R$ 750.000.00 (setecentos e cinquenta mil reais), para a realização de calçamentos das Ruas do Bairro Raulândia (casas populares) e outras ruas da cidade.

“Sei que estamos enfrentando uma séria crise financeira, más, não devemos de hipótese alguma cruzar os braços. Estou incansavelmente buscando vários benefícios para nossa querida Apuarema. Esse convênio vai beneficiar toda população do Bairro Raulândia, iremos pavimentar todo aquele Bairro com paralelepípedo proporcionando mais conforto para os moradores daquela localidade. Evidente que iremos fazer este mesmo trabalho em demais Ruas da cidade porque o povo de Apuarema merece”. Afirmou o Prefeito Raival Pinheiro.


Além de tornar Mário Negromonte (PP-BA) réu por corrupção passiva (leia aqui), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu na tarde desta quarta-feira (21) também afastá-lo do cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios. A medida contra o ex-ministro das Cidades foi tomada até que esteja concluída a fase de instrução penal do processo. Na denúncia, apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em outubro do ano passado, Negromonte é acusado de receber R$ 25 milhões em propina para beneficiar empresas do setor de rastreamento de veículos.


 

O Vereador da situação, Jai (PRP) , que foi escolhido por unanimidade entre os vereadores do município de Itamari , para presidir a casa legislativa durante os dois primeiros anos de mandato (2017/2018), entregou essa semana à comunidade de Itamari, o prédio da câmara de vereadores completamente reformado e com toda a mobília nova. Segundo Jai, essa ação foi fruto de um pedido dos eleitores que acompanham sempre seu mandato como vereador e percebiam a necessidade de melhores condições para o publico , quanto aos edis.

O Vereador Jai está em seu quarto mandato e fez questão de reafirmar seu compromisso com a população itamariense. As Sessões estavam previstas para iniciar no último dia 20 de fevereiro.


 

Após um reajuste que entra em vigor nesta quarta-feira (21), o preço médio do litro do combustível nas refinarias vai sofrer um novo aumento. De acordo com a Petrobrás, o preço médio do litro da gasolina será de R$ R$ 1,5148, enquanto do díesel será de R$ 1,7369. A média nacional considera os preços à vista. Ainda segundo a companhia, o combustível sairá 1,8% mais caro para as refinarias. Além do reajuste, a empresa também passou a informar os preços do combustível em seu site.


 

Após ouvir uma explosão, moradores de Monte Gordo, em Camaçari, encontraram destroços de um objeto que teria caído do céu na noite desta terça-feira (20). A queda do objeto, que tem estrutura de ferro de 15 cm e pesa 2,9kg, foi associada ao clarão (leia aqui) visto em partes da capital soteropolitana e na Região Metropolitana de Salvador (RMS). De acordo com o G1, o morador Edinei da Silva Almeida afirmou que estava queimando uma área de vegetação quando ouviu um estrondo e viu o objeto caindo.  “A peça não caiu onde eu estava queimando. A peça caiu em uma distância de 400 metros no terreno vizinho. Foi muito preocupante e eu estava muito próximo. Pedi ajuda aos vizinhos pra entender o que tinha acontecido e começamos a procurar. A gente seguiu na direção da explosão e achou essa peça”, declarou. Já o morador Aleonidas Cardoso dos Santos disse que viu a peça cair. “A gente ouviu uma explosão que chamou atenção. Eu vi cair na casa um negócio. De manhã vim ver o que era. Aí vi as árvores quebradas até chegar até a peça”, relatou.


O clarão visto por pessoas de várias cidades da Bahia, sobretudo Salvador e Região Metropolitana, na noite desta terça-feira (20), pode ter sido um meteoro que entrou em combustão ao estar em contato com a atmosfera, camada de ar que envolve a Terra. Essa é a causa mais provável para o fenômeno que virou até memes nas redes sociais, segundo a avaliação de astrônomos consultados pelo CORREIO. Contudo, há divergência entre os estudiosos. Outra hipótese é de que se trate de lixo espacial.

No Brasil não há órgão oficial que monitore a vinda de objetos vindos em direção à Terra. Os registros dos fenômenos são feitos por observadores independentes. Um dos principais é a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon), organização aberta e colaborativa mantida por pesquisadores em astronomia.

A Bramon, por meio da sua rede, capturou imagens do fenômeno e afirmou que era um “meteoro de alto brilho”, que cruzou o céu da Bahia às 22h27. As câmeras que capturaram as imagens estavam em Camaçari e Conceição do Coité.

“O meteoro visto em Salvador, toda a costa leste além de Sergipe, entrou na atmosfera terrestre no sentido nordeste para sudeste e explodiu sobre o Oceano Atlântico, a 83 km da Praia de Guarajuba e aproximadamente 29 km de altitude”, afirma a Bramon.

Meteoros, segundo astronômonos consultados pelo CORREIO, são rastros luminosos provocados por rochas que estão vagando pelo espaço e, ao cruzar o caminho da Terra, entram em combustão quando atingem a atmosfera.

Quando isso acontece, a rocha espacial produz um brilho intenso. Quando a rocha ainda não entrou na Terra, o nome dado é meteoroide e passa a ser chamada de meteorito em contato com a superfície da Terra.

Doutor em astrofísica pelo Instituo Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Marildo Geraldête Pereira disse acreditar ser meteoro, mas não descartou outras hipóteses.


 

 

No último domingo (18), no Posto Porto, na cidade Itamari-BA , dezenas de famílias participaram do maior show de solidariedade já visto na cidade. Tudo isso, porque o empresário Felipe Menezes, resolveu fazer à entrega de dezenas de cestas básicas a comunidade carente de Itamari. Segundo Felipe, essa foi mais uma realização do projeto LADO A LADO COM O POVO. Uma parceria do empresário com mais dois amigos da cidade de Vitória da Conquista, onde juntos arrecadam alimentos para beneficiar as famílias carentes da cidade.


 

Parece que Sérgio da Gameleira (PSB), prefeito de Jequié, superou a repercussão negativa das mochilas gigantes que sua gestão distribuiu para crianças da rede pública no último ano (lembre aqui). Ao lado de Paulo Bonfim, prefeito de Juazeiro, Gameleira apareceu no Instagram usando um dos exemplares da mochila que também ficou grande para o seu corpo adulto. Na legenda da foto, o gestor contou que se preparava para assistir à partida entre o ADJ e o Juazeirense. Na época, o tamanho único da mochila chamou atenção por uma foto que mostra uma das crianças donas do material dentro dela (veja aqui). A prefeitura de Jequié já usou o episódio das mochilas antes em uma homenagem ao pelo Dia das Mães (leia mais). Confira a publicação de Sérgio da Gameleira:


 

Após as longas filas para o recadastramento biométrico, os eleitores que não conseguiram se recadastrar e tiveram seus títulos cancelados poderão comparecer a um dos postos de atendimento, a partir do dia 5 de março, para regularizar a situação. A data foi anunciada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano. A regularização deverá ser feita até o dia 9 de maio, quando ocorre o fechamento do cadastro eleitoral. Além do recadastramento biométrico, os serviços obrigatórios que vão até a data limite são: alistamento eleitoral (emissão do 1º título), alteração de dados, regularização de título cancelado e transferência de domicílio eleitoral. O desembargador Rotondano afirmou que ainda estão sendo definidos os postos de atendimento na capital que estarão disponíveis para a realização dos serviços e se atenderão por agendamento, ordem de chegada ou mediante distribuição de senhas.

 

Dois em cada 10 consumidores brasileiros (21%) guardaram dinheiro em dezembro do ano passado, e 71% não conseguiram poupar nada. Segundo dados do Indicador de Reserva Financeira do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), entre os brasileiros que não pouparam nenhum centavo, 40% justificaram o fato pela renda muito baixa, 17% por não terem nenhuma fonte de renda, 16% por terem sido surpreendidos por algum imprevisto e 13% por não terem controle dos gastos e disciplina para guardar dinheiro. Os dados mostram ainda que 34% dos entrevistados afirmaram ter o hábito de poupar. Destes, 12% estipulam o valor a ser poupado e 22% guardam o que sobra do orçamento. Pouco mais da metade (51%) das pessoas ouvidas disseram que não têm hábito de poupar, nem têm reserva financeira. Além desses, 7% disseram que não poupam, mas já têm uma quantia reservada. O indicador ainda revela que metade dos brasileiros que dispõem de reserva financeira (49%) tiveram de sacar, em dezembro, parte dos recursos guardados. Os principais motivos foram imprevistos (14%), alguma compra (13%) e pagamento de dívidas (11%). *As informações são da Agência Brasil